O serviço de Enfermagem do SAD da SCMM foi notícia

O serviço de enfermagem do SAD da Misericórdia foi notícia nos Jornais Correio do Alentejo e Voz das Misericórdias. Estas notícias são importantes na promoção e valorização deste serviço tão importante para os idosos do Concelho. Poderão consultar os artigos através dos seguintes links:

Clique na imagem para ler a notícia

Açao Formação: O Papel do Educador de Infância como Promotor do Desenvolvimento da Criança

cartaz-acao-de-formacao-educadores
Estão abertas as inscrições para a Ação de Formação “O Papel do Educador de Infância como Promotor do Desenvolvimento da Criança”. Esta Ação dirige-se a todos os educadores de infância a exercer funções em instituições particulares e públicas nos Concelhos de Mértola e Castro Verde.´As inscrições decorrem até ao dia 24 de janeiro de 2017.
Esta Ação é financiada pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa “Qualificação das Novas Gerações, Educação Especial-2016”, ao qual a Equipa Local de Intervenção Precoce de Castro Verde e Mértola se candidatou com o projeto “Referenciação Precoce- Porque o Futuro Começa Hoje”, cuja entidade beneficiária é a Santa Casa da Misericórdia de Mértola.

Resolução Alternativa de Conflitos

Ao abrigo da Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro, que veio transpor a Diretiva 2013/11/UE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 21 de maio de 2013, sobre a resolução alternativa de litígios de consumo, informa-se que, no âmbito do desenvolvimento dos contratos de prestação de serviços com a instituição, os utentes podem recorrer aos mecanismos de resolução extrajudicial de litígios de consumo, nomeadamente através de Entidades de Resolução Alternativa de Litígios – RAL.

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo

CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo

Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa

Campus de Campolide, 1099-032 Lisboa

Tel. 213847484

Fax. 213845201

Email. cniacc@fd.unl.pt

Ajude a Misericórdia de Mértola doando 0,5% do seu IRS

AJUDE A SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE MÉRTOLA

 Este ano é possível se quiser ajudar a Santa Casa da Misericórdia de Mértola, quando fizer o seu IRS, pode sem qualquer custo para si, doar parte do imposto que já pagou ao Estado (0,5%). Simplesmente tem que, no Anexo H, Benefícios Fiscais e Deduções, no campo 9, onde está escrito – Instituições particulares de solidariedade social ou pessoas coletivas de utilidade pública (art. 32.º, n.º 6), assinalar uma cruz e colocar no campo 901, o n.º contribuinte da Instituição, conforme segue um exemplo em anexo.

Não tenha receio, isto não o vai prejudicar em nada, se tiver direito ao reembolso de IRS, isso irá acontecer na mesma e no montante total, pois esta doação é retirada do bolo da receita que já foi pago e pertence ao Estado e não do que lhe pertence a si.

Obrigado!

Como deve proceder:

irs

 

Mensagem das crianças do centro Infantil e Oficina da Criança

Mensagem das crianças do centro Infantil e Oficina da Criança

Cantina Social

A Cantina Social da Santa Casa da Misericórdia de Mértola (SCMM) surge no âmbito do Programa de Emergência Social, inserido na Rede Solidária de Cantinas Sociais, que permite garantir às pessoas e/ou famílias que mais necessitam, o acesso a refeições diárias gratuitas.

Este programa é de conceção e execução do Instituto de Segurança Social I.P e abrange todo o território continental, mediante a celebração de protocolos de colaboração com instituições que reúnam as condições adequadas e selecionadas pelas respetivas entidades representativas, em articulação com os Centros Distritais de Segurança Social do ISS, I.P.

Desta forma a Cantina Social da SCMM destina-se à população residente no concelho de Mértola e tem uma capacidade para 40 refeições diárias.

Devem ser atendidos, preferencialmente, os idosos com baixos rendimentos que não possam ser apoiados por outras respostas sociais já existentes, as famílias expostas ao fenómeno do desemprego ou com filhos a cargo e as pessoas com deficiência ou com dificuldade em ingressar no mercado de trabalho. Ainda devem ser consideradas situações já atendíveis para apoio social (desde que o apoio atribuído não seja no âmbito alimentar), situações recentes de desemprego múltiplo e com despesas fixas com filhos, famílias com baixos salários ou com doenças crónicas e encargos habitacionais fixos e famílias monoparentais ou situações de emergência temporária. Não podem beneficiar do Programa as pessoas utentes das Instituições de Solidariedade Social, que, nessa qualidade, beneficiam de alimentação por via de frequência da resposta social em que se encontram inscritos e pessoas já apoiadas por qualquer estrutura/serviço/resposta social que preste apoio direto ao nível da alimentação (tais como banco alimentar, cantina social, distribuição directa de alimentos a sem-abrigo, entre outras).

Para mais informações ou para  solicitar integração na Cantina Social,  pode contactar a Equipa de Protocolo do Rendimento Social de Inserção ou as Técnicas de Serviço Social da Área da 3ª Idade da SCMM.

Pode ainda consultar aqui o Regulamento Interno de Funcionamento da Cantina e analisar mais pormenorizadamente as regras de funcionamento da mesma.